“Não desista dos seus sonhos, apenas crie uma nova estratégia para realizá-los.”
Essa sou eu, querendo ou não! *-*
Dias Vazios'
THEME ©

Um dia a gente vai se encontrar de novo e o impacto desse encontro será como dois planetas colidindo. Talvez em um supermercado qualquer, numa festa de um amigo em comum, ou, quem sabe… De lados opostos na rua, esperando o semáforo nos dar a liberdade, o livre arbítrio para colidir. Faiscar. Explodir em uma expansão imensurável. Nesse momento, seremos um universo inteiro. Estaremos casados, não com um de nós, com alguém qualquer que acharemos algum defeito para diminuir a dor da substituição. Um de nós com um trabalho dos sonhos, o outro com o que deu pra conseguir, ou, procurando emprego. Algum de nós, talvez, já tenha tido filhos, esses que não possuem a tão cobiçada característica favorita que escolhemos um no outro. Será um grande choque, posso presumir. Tudo será nada, mas, o nosso nada será tudo. Um filme curto dos nossos pequeninos momentos passará em nossas cabeças como em tela de cinema, flashback maldito… Trará, sobretudo, os momentos bons. Eles e a saudade que consumirá os nossos corpos enquanto faiscamos no nada que sobrou do mundo. Tudo estará pálido, lento e em vertigens, apenas nos enxergaremos. Com sorte, cumprimentaremos um ao outro rapidamente, Eu… Ainda terei os mesmos olhos grandes e usarei o mesmo tom de batom, você… Barba por fazer e cabelo desgrenhado. Colidiremos. Desmancharemos essa galáxia inteira com uma explosão de infinitas partículas de saudade. E quanto ao depois? Continuaremos andando ué, deixaremos que nossa rotina nos engula de novo. Quem sabe um de nós olhará pra trás só para o caso de ter certeza que tudo realmente aconteceu. Sorriremos ao pensar que “depois de tantos anos se gastarem…” colidimos. E porque somos assim, tão humanos e covardes, não passará disso. Nós não passaremos de nós… Restos de planetas, pó de estrela e saudade. E a colisão não passará do simples ato de colidir, o nosso mais profundo verbo: Eu colido, tu faíscas, nós universo.

Desconhecido.   (via deprimentes)
Existem pessoas que não fazem diferença alguma, porque são vazias de mais, para se fazerem cheias de alguma coisa. .
Carpinejando. (via carpinejando)

Homicídio

deprimentes:

Matei você por dentro, para começar a viver aqui fora.

QUANDO SENTEM CIÚMES DE MIM 😂😍❤️

Por um tumblr que eu ganho ask

Lágrimas não significam que você está perdendo .
— Jessie J (via im-a-happy-boy)

“vc tá diferente” claro né, acordo cada dia mais linda

Acho ridículo esse negocio de só mulher ter que sentir cólica.

Não coloque a mão no fogo, por quem jogaria álcool em você.

Quem nunca jogou queimada não sabe o que é descontar os problemas pessoais brincando.

Desculpa moreno, mas se apegar em mim é problema ✌